quinta-feira, 23 de junho de 2016

Os bebés habituam-se

À falta de colo, eles também se habituam à falta de amor. Os bebés habituam-se. Da mesma forma que muita gente defende que eles se habituam ao colo, a dormir com os pais. Eles também se habituam a dormir sozinhos. Engraçado não é? Então é igual. Um bebé devia adormecer onde ele se sentisse mais seguro, seja ao colo, no berço, a mamar. O bebé é que sabe. Ele não chora de manha. Ele chora porque é a sua única forma de comunicação. Como quem diz “ Hey eu existo, preciso de ti, pessoa “gigante””. O bebé precisa muito de nós. Só quando ele nasceu é que eu me apercebi disso, e ainda bem fui a tempo de o criar com apego.
O que é criar um bebé com apego?
-Somos nós que nos temos de adaptar às rotinas deles e não o contrário.
-O cérebro dos bebês é muito imaturo no nascimento, por isso eles não conseguem acalmar-se ou dormir sozinhos.
-É perfeitamente normal que bebés queiram colo a todo o instante.
-É perfeitamente normal um bebé querer mamar a toda a hora.
- Os bebés ficam prontos para a separação dos pais em idades diferentes, temos de saber respeitar isso.
- Os bebés não deviam ficar no infantário mais do que 20 horas semanais, pode mesmo ser prejudicial à saúde do bebé, enquanto eles tiverem menos de 3 anos.
- O ideal seria eles ficarem com os pais até pelo menos aos 3 anos.
- Existe uma zona do cérebro, a região orbital central, que se desenvolve desde o nascimento até os 3 anos. Esta zona é a encarregada de controlar stress e a ansiedade. Se durante esta etapa o bebé suporta doses elevadas de stress, a sua capacidade de ‘lutar’ contra o stress ficará prejudicada para sempre.
- Não devemos deixar uma criança com menos de 3 anos a chorar sozinha ela ficará como uma criança que desconfia de todos, que prefere o isolamento, temerosa, com a autoestima baixa, com um vazio interior, com problemas para controlar as suas emoções, mais ansiosas e menos cooperantes.
- Quando uma criança chora, devemos abraça-la e mesmo que ela não queira devemos estar sempre por perto reforçando que estamos ali para eles, assim eles vão se sentir seguros.
- Oferece escolhas, ajuda o teu filho a formar opinião.
- Deixa-o escolher entre as sapatilhas azuis e as vermelhas.
- Deixa-o participar nas atividades de casa, nas escolhas do menu da semana.
- Faz um bolo com ele, bolachas, comida.
- Na rua, deixa-o ir ao ritmo dele, vais reparar em coisas que nunca reparas-te antes, o chão tem buracos, a textura da parede está raspada, a porta está partida.
-Não podemos ignorar o choro de um bebé, é a sua única forma de comunicação.
- Devemos tratar as crianças como gostaríamos de ser tratados.
- É fundamental falar com amor com as crianças, pedir-lhes por favor, dizer obrigado.
- Explicar o porquê das coisas.
- Não assustes os teus filhos. Não os ameaces.
- Ensina-os a apertar os cordões.
- Brinca com eles, muito, no chão, na rua no parque…
- Faz piqueniques, vai acampar, vai a um hotel
- Anda de comboio, anda de carro, anda com eles.
- O mundo é imensamente mais belo se os deixares voar pelo próprio pé com a certeza porém que estás sempre atrás deles.
- E caso o voo falhe nós somos o paraquedas.
Bom fim de semana

Sem comentários:

Enviar um comentário