segunda-feira, 4 de julho de 2016

“Ele tem de ir dormir para o quarto dele já são dois anos a dormir com os papás.”
Mas será que existe um tempo para isso, temos nós o direito de forçar o ritmo deles?
Não se trata de tempo. Trata-se de respeito. Cada criança tem o seu tempo. Cada família tem o seu tempo. Cada tempo tem o seu tempo. Não adianta forçar, chorar, bater com a cabeça. Se seguirmos o ritmo do bebé tudo vai correr bem. Se o teu filho ainda acorda de noite é porque precisa de sentir essa segurança. Precisa de ti. Do teu colo, do teu abraço do teu beijo. Tu és o abraço que o protege. O corpo que o aquece. Tu és a protetora. A guerreira. A mãe. O pai. A tia. A avó. Tanto faz. Mas tu és para aquele ser o infinito. Estrelas, céu, lua, sol.
Vida, tanta vida existem nos olhinhos deles.
Dá-lhe todo o colo que ele te peça.
Boa noite

Sem comentários:

Enviar um comentário