terça-feira, 9 de agosto de 2016

Daqui a 20 anos quero dizer a quem perguntar…

“ Eu aproveitei todos os momentos com o meu filho, vivi cada dia, cada etapa, cada segundo dele. 24h por dia.” “Sei quando sorriu pela primeira vez, quando gatinhou quando andou, eu sei.” “ Conheço cada humor, sei lidar com a personalidade…” Daqui a 20 anos, vou continuar a ser esta mãe galinha. A que aplaude e leva cartazes e chora ao ver o filho em palco. Sou dessas mães completamente loucas de amor. Sou das mães que dorme junto. Sou das mães que se baixa ao nível da criança para abraçar ou para chamar a atenção de algo. Sou das mães que rebolam no chão. Sou das mães que preparam comida com amor. Sou das mães que “gritam” para dentro e falam com calma para ele. Falo com respeito e digo-lhe por favor e obrigada. Sou das mães que nasceram para a maternidade. Os meus olhos brilham por ele. A vida é mesmo outra. Ser mãe é mudar de alma. Mudar o ritmo da vida. Ser mãe é… estar em paz.

Sem comentários:

Enviar um comentário